Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia
Portal do Estado de Sergipe
ITPS completou 95 anos (Foto: Sidney Araújo)Em solenidade regada a muita emoção, com lançamento de livro e homenagens, o Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS) celebrou, na manhã desta sexta-feira, 31, 95 anos de história em prol do desenvolvimento econômico sergipano.
 
O diretor-presidente do ITPS, Kaká Andrade, não escondeu a emoção de participar de um momento tão especial para o instituto. “A sensação é de que sou um privilegiado por neste momento estar presidente de um órgão que tem uma história riquíssima. Pudemos ver, através do livro lançado e das próprias falas dos homenageados, a riqueza do ITPS”, destacou.
 
“Criado em 1923, o ITPS é um órgão visionário. A capacidade e a visão do então governador Graccho Cardoso, fundador do nosso instituto, é algo que nos emociona muito. Somos o terceiro órgão de pesquisa do país. O ITPS, ao longo de sua história, demonstrou que foi criado para a pesquisa e também para atender cidadãos, empresas e indústrias de nosso estado”, relatou Kaká Andrade.
 
Lançamento do livro
Ao som do Coral Cantar das Águas da Deso, em parceria com o cantor Zeq Oliver, a cerimônia em comemoração ao aniversário do ITPS foi marcada por vários momentos especiais, como o lançamento do livro “A Casa da Ciência Química em Sergipe”, de autoria da professora mestra, Claudileuza Conceição.
 
A obra relata o surgimento da química em Sergipe e o processo de fundação do Instituto de Química Industrial (atual ITPS), incluindo os embates travados entre seus idealizadores e as autoridades políticas para assegurar a existência de uma instituição científica em Sergipe dedicada ao conhecimento da ciência química.
 
O livro é baseado na monografia “Emergência de instituições científicas em Sergipe: um olhar sobre o Instituto de Química Industrial (1923 – 1950)” e na dissertação de mestrado intitulada “A Escola de Química de Sergipe: o processo de formação de um campo profissional (1948 – 1967)”, produzidos por Claudileuza Conceição durante participação no projeto para fundação, sob a tutela do ITPS, do Centro de Memória da Ciência e da Tecnologia em Sergipe (CMCTS).
 
“Esta obra é um levantamento de fontes para contar a história da ciência e da tecnologia em Sergipe. Durante minhas pesquisas, deparei-me com a história do instituto e acabei escrevendo essa trajetória no marco temporal de 1923 a 1950”, explicou a autora.
 
“O que mais me marcou na pesquisa para a elaboração do livro é que o ITPS tem uma história de muita luta com personagens reais que lutaram pela implementação da ciência e da tecnologia em nosso Estado, trazendo uma grande contribuição para as análises nas indústrias de açúcar da época, por exemplo, e em outros setores da sociedade”, destacou Claudileuza.
 
Homenagem a ex-governadores e servidores
Além do lançamento do livro, o evento teve como grande momento às homenagens a ex-governadores que contribuíram para a evolução do ITPS - Graccho Cardoso, José Rollemberg Leite, Paulo Barreto de Menezes, Augusto do Prado Franco e Marcelo Déda - e a dois funcionários do instituto, José Augusto Goes Filipe e Rosemary Menezes Oliveira.
 
A irmã de Marcelo Déda, Maria do Carmo Déda recebeu com imensa satisfação a homenagem ao ex-governador. “É muito gratificante presenciar o reconhecimento de todos que fazem parte do instituto ITPS ao trabalho desenvolvido por Marcelo Déda. A preocupação dele com a ciência, tecnologia e pesquisa está representada neste instituto”, declarou. 
 
A desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE), Clara Leite de Rezende, também esteve presente na solenidade, representando a família do ex-governador José Rollemberg Leite. “Meu irmão fez muito no campo da ciência e da tecnologia quando governou Sergipe. Ele era engenheiro e tinha estas áreas como base de desenvolvimento do Estado. Então, ele deu atenção especial ao ITPS como fonte geradora do progresso sergipano”, frisou.
 
O evento também contou com a presença de Sérgio Maurício Cardoso, que recebeu a homenagem em nome do seu tio, Maurício Graccho Cardoso; de Jorge Bonfim, que representou o pai, Paulo Barreto de Menezes; e de Amélia Franco, filha do homenageado Augusto Franco.
 
Com quase 30 anos de serviços prestados junto ao ITPS, José Augusto Góes Felipe, conhecido carinhosamente como Gugu, foi um dos homenageados. “Foi um estado de emoção muito grande receber esta homenagem. É um orgulho. Sou formado em história, estou fazendo outro curso, mas hoje o sentimento na hora da homenagem foi maior do que uma formatura”, relatou.
 
Nessas três décadas dentro do ITPS, Gugu viu a instituição na qual trabalhar florescer. “Vivenciei e vivencio uma evolução grande. A importância deste instituto na nossa sociedade sergipana é ampla. Temos a pesquisa, a tecnologia e, para completar, o Inmetro, um órgão federal, que se juntou a nós para ampliarmos mais ainda nossos trabalhos”, destacou.
 
A servidora Rosemary Menezes Oliveira foi homenageada pelo trabalho desenvolvido no Centro de Memória do ITPS para salvaguardar documentos, livros e equipamentos que narram a história da ciência e tecnologia em Sergipe. “As homenagens se estendem a todos os servidores desta casa, pois são eles, que constroem, com esforço e dedicação, a história do ITPS. Para mim, é gratificante fazer parte dessa trajetória e atuar no Centro de Memória para que cada momento seja devidamente registrado e compartilhado com as atuais e próximas gerações”, contou.
 
A solenidade foi encerrada com a apresentação de um grupo de crianças (netos e netas de ex-funcionários e servidores) que representou as próximas gerações de químicos; e com rito de parabéns e um coquetel ao som da banda de saxofonistas do Conservatório de Música de Sergipe.
 
Sobre o ITPS
O ITPS foi criado em 1923, no governo Graccho Cardoso, com objetivo de melhorar os métodos de produção de açúcar em Sergipe, base da economia na época, e formar profissionais capacitados para introdução de formas modernas de cultivo. Naquela época, o Instituto de Química era formado pelo Laboratório de Análises e Pesquisas pela Escola de Química de Sergipe, que anos depois, foi transformada em Escola Superior de Química de Sergipe e tornou-se a melhor do Nordeste e a terceira mais importante do país.
 
Atualmente, o ITPS é uma autarquia especial vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), que tem como atividades principais a execução de serviços tecnológicos especializados, sob a forma de ensaios e análises nas áreas de meio ambiente, alimentos, fertilizantes, calcário, água, solos, tecidos foliares e resíduos industriais, e pesquisas científicas e tecnológicas.
 
O ITPS, também integra, através de convênio com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), a Rede Brasileira de Metrologia Legal e Qualidade (RBMLQ-I), tornando-se responsável pela execução do controle metrológico e dos requisitos da Avaliação da Conformidade no Estado de Sergipe.  Estas atividades têm o objetivo de garantir a confiabilidade das relações de consumo e proteger o consumidor.
 
** O álbum completo do anivesário de 95 anos está disponível no Flickr do ITPS. Clique aqui! 
 
Por Verlane Estácio