Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia
Portal do Estado de Sergipe

Centro de Memória reúne estudantes para ações sobre educação alimentar

Evento foi realizado no ITPSO Centro de Memória da Ciência e da Tecnologia em Sergipe (CMCTS), museu dedicado à química que está instalado no Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS), reuniu alunos de rede pública para ações relacionadas à educação alimentar. As atividades fazem parte da 12ª Primavera dos Museus, cujo tema é ‘Celebrando a Educação em Museus’.

Dentro da proposta do evento, que é transformar os museus em espaços de trocas de conhecimentos, o Centro de Memória promoveu ações educativas baseadas no tema “Casa da Química: da produção de alimentos à segurança alimentar”. Técnicos dos laboratórios do ITPS demonstraram como são feitas as análises de água e solo que auxiliam no trabalho dos agricultores sergipanos. Também foram demonstradas as análises de teor de açúcar em bebidas, que são feitas para as indústrias de Sergipe, além das análises que detectam a contaminação em água, alimentos e objetos.

A ação ainda contou com a participação dos agentes fiscais do ITPS que deram dicas sobre o que observar na hora da compra de produtos embalados e também na utilização de balanças disponíveis em supermercados, padarias, açougues e outros tipos de comércio. Os alunos ainda participaram de roda de conversa sobre alimentação saudável e uma visita guiada ao Centro de Memória do ITPS.

“Transformamos o nosso museu em um espaço de educação e interação para mostrar as pessoas o quanto a química está presente em nossas vidas. O museu não serve somente para abrigar peças antigas, mas para contar a história da química e como ela contribuiu para o estado ao longo dos seus 95 anos de existência. Dentro desse contexto, pensamos em abordar do ponto da vista da química, a segurança alimentar, assunto que para nós também é uma questão de educação”, comenta o diretor-presidente do ITPS, Kaká Andrade.

A coordenadora do evento, Rosemary Menezes, conta que o Centro de Memória foi transformado em um espaço de demonstração da relação entre química e alimentação saudável. “Como a educação permeia todas as áreas do saber, trouxemos para dentro do museu a troca de conhecimentos envolvendo história, química e alimentação, utilizando tambémalgumas práticas desenvolvidas em laboratórios. Tivemos como resultados ricas experiências, nas quais pudemos ver os alunos encantados com as descobertas”, opina.

Os alunos da Escola Municipal José do Prado Franco, localizada no conjunto Marcos Freire I, em Socorro, foram os primeiros a participar, nesta edição, das ações no Centro de Memória. “Já estive aqui no Museu da Química e a cada visita vejo coisas novas e interessantes. Dessa vez, me chamou atenção a presença dos integrantes dos laboratórios que fizeram algumas análises, mostrando a contaminação que pode ter em nossas mãos e no celular, e apontando a quantidade de açúcar nos sucos industrializados”, comentou Vitória Ferreira, aluna do 9º ano.

A coordenadora de projetos da Secretaria Municipal de Educação de Socorro, Naira Gorete, conta que a Primavera dos Museus dá oportunidade para que os alunos obtenham novos conhecimentos e levem discussões para a sala de aula. “Com essa ação, a gente pôde tirar os alunos da escola para que eles ganhassem novos aprendizados. Eles saem de lá com curiosidade e voltam com novos conhecimentos, conscientes de que as coisas vão além de tudo aquilo que eles aprendem nas aulas”, comenta.

Primavera dos Museus
A Primavera dos Museus é um evento anual coordenado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O objetivo é inspirar os museus brasileiros a promover ações de visitação e envolvimento com a comunidade, democratizando seu acesso e ampliando sua visibilidade. Em Sergipe, o evento é coordenado pelo Sistema Estadual de Museus.

Centro de Memória do ITPS

 
O Centro de Memória – localizado na sede do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS) – é o único museu de Sergipe dedicado à história da ciência e tecnologia em nosso estado. Seu acervo possui mais de 2000 peças, entre equipamentos científicos, elétricos, ópticos, térmicos, de precisão, porcelanato, vidrarias e utensílios de plástico. Já o acervo documental é constituído de mais de 1700 documentos que narram a trajetória da ciência em Sergipe. A visitação acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h.

 

por Verlane Estácio