Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia
Portal do Estado de Sergipe

titulo laboratorio agua 347

 

Ensaios acreditados na norma NBR ISO 17025

Clique aqui para ver o Escopo

 

O Laboratório de Química de Água é acreditado pelo INMETRO com base na norma NBR ISO/IEC 17025:2005 desde 2010, tem como foco de atuação a avaliação da qualidade da água para diversos fins, tais como: potabilidade, irrigação, recreação (piscinas, clubes, lagoas, etc), águas superficiais (caracterização e monitoramento de  lagos, rios e fontes), farmácia, concreto,  refrigeração, caldeira, piscicultura e outros. Realiza análises de monitoramento de despejos industriais em atendimento aos critérios das legislações municipais, estaduais e federais e avaliação das águas naturais.

O Laboratório de Química de Água faz parte das Redes de Prestação de Serviços Tecnológico do Sistema Brasileiro de Tecnologia/SIBRATEC, ficando inserido nas Redes Temáticas de Saneamento e Abastecimento de Água - RESAG e na de Monitoramento Ambiental - REMA.

 histrico347

Laboratório instalado há mais de 30 anos no Instituto, responsável por análises de água e efluentes. Denominado inicialmente como Laboratório de Agua e Despejos Industriais.

Em 2007 devido a implantação de um sistema de gestão e adequação às exigências do mercado passou-se a chamar Laboratório de Química de Água - LQA.

Em 2008 foram retomadas as atividades de pesquisa no ITPS, iniciando com projetos ambientais desenvolvidos no LQA, tais como: Qualidade da Água e Estado Trófico da Lagoa Salomé no município de Cedro de São João; Composição química da água da chuva na região urbana e industrial do Estado de Sergipe; Qualidade da água das bacias hidrográficas do Estado de Sergipe. Visando incrementar a pesquisa tecnológica durante o ano de 2008 foram implementadas as seguintes atividades: Contratação de Pesquisadores doutores PRODOC/CNPq e Apresentação de trabalhos em Congressos.

Em 2009 foi selecionado na Chamada Pública FINEP/MCT para integrar as Redes de Prestação de Serviços Tecnológico do Sistema Brasileiro de Tecnologia/SIBRATEC, inserido nas Redes Temáticas de Saneamento e Abastecimento de Água e na de Monitoramento Ambiental.

Em 2010 o LQA foi Acreditado pelo INMETRO com base na norma NBR ISO/IEC 17.025:2005 em ensaios para análise de água e efluentes.

Em 2012 o ITPS firmou o convênio nº 001/2012 SEMARH/ITPS com o objetivo de promover o monitoramento dos mananciais superficiais e reservatórios do Estado de Sergipe.

Nome: Simone Lessa Marques

Função: Coordenadora do Laboratório

Telefone: (79) 3179 8068

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

O Laboratório de Química de Água atua na avaliação da qualidade da água para diversos fins oferecendo as seguintes análises :

1. Propriedades físicas e agregadas: condutividade elétrica, salinidade, turbidez, cor, pH, alcalinidade, dureza, sólidos totais, sólidos dissolvidos, sólidos suspensos, sólidos fixos e voláteis e sólidos sedimentáveis;

2. Constituintes inorgânicos não metálicos: brometo, cloreto, cloro residual, dióxido de carbono, fluoreto, bromato, clorito, nitrogênio amoniacal, nitrito, nitrato, nitrogênio total (orgânico/Kjeldahl), oxigênio consumido, oxigênio dissolvido, fosfato, fósforo total, silicato, sulfeto, sulfato, carbonato e bicarbonato;

3. Constituintes orgânicos agregados: demanda bioquímica de oxigênio (DBO5), demanda química de oxigênio (DQO), óleos e graxas, carbono orgânico total, glifosato, (AMPA);

4. Constituintes metálicos: ferro, lítio, sódio, potássio, cálcio, magnésio, ferro, manganês, alumínio, chumbo, cobalto, cobre, cromo, níquel, zinco, e outros.

 

 Cromatógrafo de Íons – determinação simultânea de 17 constituintes em amostras de água: lítio, sódio, amônia, potássio, magnésio, cálcio, fluoreto, cloreto, nitrito, brometo, sulfato, fosfato, glifosato, bromato, clorito, tiocianato e perclorato.

 

Espectrômetro de Absorção Atômica com chama – equipamento usado para determinar qualitativamente e quantitativamente a presença de metais, tendo como princípio a absorção de radiação ultravioleta por parte dos elétrons. Utilizado também para análises de traços de metais em amostras de água, biológicas, metalúrgicas, farmacêuticas e atmosféricas.

 

Espectrofotômetro de Absorção Molecular UV/VIS – equipamento usado para determinar quantitativamente a concentração de substâncias em solução que absorvem radiação, na faixa do ultravioleta e do visível, em amostras usualmente líquidas.

 

 

Espectrômetro de Emissão Ótica com Plasma Induzido /ICP-OES) – equipamento de determinação atômica e/ou iônica de mais de 70 elementos químicos em diferentes linhas de emissões do espectro eletromagnético, abrangendo a região do ultravioleta e visível (UV-VIS).

 

 

Analisador de Carbono Orgânico Total – A medição de TOC envolve medir o CO2 inicial (carbono inorgânico, IC), oxidar completamente todos os orgânicos para a forma de CO2 e, então, medir a concentração total de CO2 após a oxidação (carbono total, ou TC) em detector de condutividade. Fornecendo a concetração de carbono orgânico por diferença (TC-IC=TOC).  O objetivo da análise é avaliar a contaminação da água com a presença de impurezas orgânicas.
Este equipamento também realiza a detrminação de nitrogênio.

Outros equipamentos: potenciômetro, condutivímetro, fluorímetro, fotômetro, turbidímetro, aparelho para determinação de DQO, aparelho para determinação de DBO, buretas digitais eletrônicas, conjunto digestor-destilador para determinação de nitrogênio Kjeldahl, balança analítica, estufa, forno mufla , etc..